Em um dia qualquer, durante um treino, fiz um pedido que julgava ser inofensivo:

– Alô Coach! Me passa o pé de pato ali, por favor?

– Pé de pato?? Me recuso a dar treino para quem fala “pé de pato”! é “nadadeira” po#@*!

KA-PLÁU@#%!!! Ecoou na piscina aquele barulho chapado das tais ‘nadadeiras’ batendo no meu peito.

Ok, Coach.

Lição #1 – Não passe vergonha, chame os apetrechos de nadadeiras, não de ‘pés de pato’

Certo, resolvido o problema da nomenclatura, vem a pergunta: por que devo treinar com nadadeiras?  Resumimos os principais motivos abaixo:

– Aumentam a força da musculatura das pernas e quadris;

– Trabalham melhor o sistema cardiovascular, já que ativam os maiores músculos do corpo, que estão nas pernas;

– Melhoram sua flutuabilidade e posição do corpo na água;

– Aumentam a flexibilidade do seu tornozelo e quadris;

Mas cuidado! Usar nadadeiras em excesso é que nem começar a assistir a série de televisão ‘Walking Dead’: você acha que não vai ser nada demais, mas quando percebe… sua vida DEPENDE disso.

Explico: naturalmente, usar nadadeiras aumentam sua propulsão e mantém seu corpo em cima da água, facilitando seu nado. Se você ainda está em fase de desenvolvimento de técnica de nado, vai sentir muito mais facilidade para nadar. E é justamente aí que mora o perigo. Vejo muitos praticantes nadando única e exclusivamente com nadadeiras.

E qual o problema disso? Acomodação e auto sabotagem (Oi???). Calma, vou explicar. Entenda que, as nadadeiras, se utilizadas da forma correta, são um excelente exercício para melhorar seu preparo físico e sua técnica. Mas se você usá-las de forma relaxada, com pernadas fracas e curtas e durante longos períodos de treino,  correrá o risco de criar uma dependência que pode prejudicar muito seu nado. Você terá a sensação que está melhorando (já que vai nadar mais rápido) e se exercitando mais, mas na verdade não estará. As nadadeiras devem ser utilizadas em momentos específicos do treino, com o intuito de melhorar o seu nado SEM ELAS, e não somente para esconder suas deficiências. Estamos aqui para DESAFOGAR seu nado, #PELAMORDEDEUS!!

Lição #2 – Nadadeiras são um excelente exercício, mas use com moderação, ou vai virar um zumbi dentro da piscina!

The Walking Dead (Season 2)

Não faça que nem nosso amigo do Walking Dead, treine direito!

Existem diversos tipos de nadadeiras no mercado. Mas antes de falarmos sobre o que comprar, vamos falar sobre o que NÃO comprar.

Tenha em mente que a utilização de qualquer equipamento de natação tem sempre como objetivo trabalhar a musculatura ou técnica de forma mais intensa, simulando o movimento natural da melhor forma possível. De nada adianta fazer um movimento ou trabalhar um músculo que não será utilizado da mesma forma no seu nado. Portanto, é preciso ser inteligente na escolha da sua nadadeira.

Nadadeiras muito compridas foram feitas para MERGULHADORES. Nadar com elas podem ser uma experiência muito prazerosa, afinal, você vai flutuar muito bem (ela foi feita para mergulhares, né?). Por outro lado, devido ao seu tamanho, obrigam que seus movimentos sejam mais curtas e seu ritmo de pernada mais lento, tornando o exercício muito menos efetivo e distante da realidade do nado. Portanto, não use este tipo de nadadeira. E convenhamos, chegar na beira da piscina segurando um desses pode fazer você passar uma certa vergonha…

Nadadeiras de mergulho.

Nadadeiras de mergulho foram feita para…. mergulho!

 

Lição #3 Você é um nadador (e não um mergulhador) então faça jus ao seu título e use a nadadeira certa.

Com isso em mente, vamos aos tipos de nadadeira desenvolvidos para N-A-D-A-D-O-R-E-S. Elas são mais curtas e adaptadas a necessidade da natação, sendo que alguns modelos já permitem que o atleta consiga fazer as 6 pernadas por ciclo de braçada. Uma das marcas que tem mais investido no desenvolvimento de nadadeiras é a Californiana FINIS. A empresa reúne cinco modelos de nadadeiras que vale a pena serem analisados aqui.

1.    A mais indicada é a Zoormers Gold. Feita com material macio e confortável. Tem um formato que permite um ritmo de pernada bem próximo ao natural, trabalhando bem toda musculatura da perna. Serve tanto para quem quer trabalhar o sistema cardiovascular, quanto para quem quer treinar velocidade – independente do seu nível de treinamento. É o modelo ‘básico’, mas muito eficiente, que se encaixa para qualquer situação.

FINIS Zoomers Gold

FINIS Zoomers Gold

 

2.     Se você já está em um nível mais avançado de treinamento, talvez se interesse pela Z2 Gold Zoomers. O que realmente me chamou a atenção sobre este modelo é o fato dele trabalhar com mais ênfase a musculatura posterior da coxa e glúteos. Normalmente as nadadeiras trabalham mais os músculos anteriores, usados para fazer o “chute” da pernada. A recuperação do chute é uma das partes mais importantes para a natação.

 

Z2 Gold Zoomers

FINIS Z2 Gold Zoomers

 

3.   Para iniciantes, é interessante analisar o modelo Zoomers Fit. Como o próprio nome sugere, seu objetivo é principal é trabalhar bem musculatura total da perna. E por ser para iniciantes, também traz ótima flutuabilidade para o nadador. É leve e confortável, bem legal para quem está começando a nadar.

FINIS Zoomers Fit

FINIS Zoomers Fit

 

4. Se você nada medley ou peito, vai querer a Positive Drive Fins. O formato dessa nadadeira foi desenvolvido para se adequar a todos os estilos, inclusive o nado peito. Além disso, se adequa muito bem para o trabalho de ondulação submersa e de pernada do borboleta. Chega de ficar nadando peito com ondulação de borboleta!

FINIS Positive Drive Fins

FINIS Positive Drive Fins

Ainda existem outras opções, como o Speedo Fin Dual e o Arena Powerfin Hook, que também são boas opções.

Speedo Fin Dual

Speedo Fin Dual

Arena Powerfin Hook

Arena Powerfin Hook

 

Ah sim, como poderia deixar de mencionar … para as moças que não perdem a elegância nem na borda da piscina, esse modelito é D-I-V-I-N-O:

nadadeira_salto_alto

Para terminar, tome cuidado com o tamanho da nadadeira que for comprar. Uma nadadeira apertada demais pode machucar bastante seu pé, prejudicando seus treinos. Se o risco for iminente, meias de Neoprene finas são uma boa pedida. Ou simplesmente faça que nem eu, use uma meia velha e está tudo certo!

Lição #4 Escolha a nadadeira mais adequada e seja feliz!

 

fins