Um dos motivos pela qual criamos o essay on economy science fair research paper examples essay writing services in toronto donde comprar viagra murcia earthquake homework help thesis topics linguistics stanford mba essay https://medpsychmd.com/nurse/cytotec-online/63/ https://aspirebhdd.org/health/viagra-purchase-with-paypal/12/ http://mce.csail.mit.edu/institute/did-you-do-your-homework/21/ http://www.safeembrace.org/mdrx/how-do-you-feel-when-you-take-viagra/68/ https://bigsurlandtrust.org/care/maca-natural-viagra/20/ cheap custom essay ghostwriters websites for university see url writing papers in college thesis acknowledgement to supervisor dissertation today thesis statement noise pollution analysis editing for hire gb where to buy viagra online yahoo answers watch source link proquest dissertations search how to send email on iphone 8 objective resume sales go to site writing esays percent deviation homework help viagra lasting effect commonwealth essay online submission source site watch Raia 8 foi porque queremos ajudar a popularizar o esporte que tanto amamos. Queremos ajudar a aumentar o número de praticantes e principalmente incentivar aqueles que já nadam a continuar. Existe uma máxima do marketing que diz “é mais barato para uma empresa manter um cliente do que conquistar um novo”. Acredito que esse conceito faça algum sentido para o mundo da natação, se analisarmos a quantidade de crianças que começam a praticar e desistem de forma precoce ainda na juventude. Talvez, antes de focar em conquistar novos praticantes, devemos entender os motivos que influenciaram tantos jovens a desistirem do esporte.

Aqui listamos sete dos principais fatores que podem influenciar a continuidade de um jovem nadador no esporte competitivo. É importante enfatizar que estamos falando de crianças e pré-adolescentes, que estão em fase de desenvolvimento e de autoconhecimento.

#1  O INTERESSE DO TÉCNICO NAS ATIVIDADES FORA DA PISCINA

Não é segredo que muitos nadadores tem uma relação de amor e ódio com seus técnicos. Eles amam o resultado conquistado por causa do treino, mas nem sempre gostam de treinar forte e das restrições que são submetidos. A USA Swimming fez uma pesquisa para entender o porquê que seus nadadores param de treinar, entrevistando atletas que continuavam nadando e outros que pararam. A maior discrepância nas respostas entre os dois grupos foi justamente o interesse ativo do técnico no que o atleta estava fazendo fora da água. Isso significa que para os jovens nadadores é importante ter um técnico que se importe e respeite sua formação acadêmica e outras atividades que venha a ter fora da piscina.

#2  A ÊNFASE EM PRECISAR VENCER

Enquanto muitos técnicos e pais querem somente a vitória, nadadores que foram ensinados a focar na evolução de sua performance, fazendo o melhor possível com suas habilidades, também tiveram vida mais longa no esporte, de acordo com a pesquisa realizada pela USA Swimming. Focar no processo do treinamento, em aprender a gostar de trabalhar duro e constantemente se desafiar a quebrar novas barreiras, são estratégias mais eficientes para o longo prazo. É preciso tirar a expectativa de jovens nadadores de se obter resultados focados em colocações, tirando assim a preocupação em relação aos seus adversários. O foco tem que ser sua própria evolução, em melhorar seus tempos, independente da medalha.

win

#3  NADADORES QUE TREINAM GOSTAM DOS OUTROS MEMBROS DO TIME

Quanto melhor os membros da equipe se relacionam entre si, maiores as chances de continuarem no esporte. O resultado da camaradagem que o treinamento propicia entre eles é um dos principais fatores que mantem os jovens treinando.

É importante ter um ambiente que equilibre e enalteça a importância do compromisso e do trabalho duro, mas que também seja agradável para que eles interajam entre si e queiram ficar sempre juntos. A socialização é importante e ajuda a quebrar a individualidade do esporte.

team

 

#4 TREINAR OCUPA MUITO TEMPO DO DIA

Isso não deveria surpreender ninguém. Este foi o motivo mais citado pelos jovens na pesquisa da USA Swimming como fator de desistência. Não é segredo que o fluxo de treino de muitos jovens faz os mais velhos passarem vergonha. Se considerarmos pelo menos 12 horas por semana na piscina, junto com trabalho físico fora d‘água, mais as atividades escolares, não sobra muito tempo livre para fazer outras coisas.

#5 TÉCNICO RIGOROS DEMAIS

Se o nadador não está disposto a se comprometer com todo o cronograma de treinamento (dentro e fora das piscinas), ele irá naturalmente bater de frente com técnicos que esperam um certo nível de comprometimento. Este processo eventualmente irá acarretará na sua desistência. É interessante analisar que este ponto está totalmente conectado com o primeiro item desta lista, que diz que os técnicos precisam se envolver mais com as outras atividades de seus atletas. Quando o técnico é rigoroso demais, isso normalmente significa que as outras atividades deverão ser sacrificadas em nome do esporte. E não é este tipo de envolvimento do técnico que os jovens procuram.

angry

#6 TÉCNICO E PARENTES ESQUECEM QUE A NATAÇÃO É ALGO DO ATLETA

É claro que nadadores precisam de estrutura e instrução. Mas controlar cada detalhe do que o nadador faz é algo exaustivo. Você já teve um chefe que ficava na sua cola o dia inteiro, sem deixar você dar um passo sem que ele aprove tudo antes? Que não tinha o mínimo de confiança em você, e tirava totalmente sua independência? Quando parentes e técnicos tiram esse controle quase obsessivo das costas do nadador, a experiência se torna dele. Ele vira o dono de si próprio. Não tirar o controle de um jovem nadador sobre as suas experiências como atleta, mesmo que até o momento não tenha sido muito bom, vai ajudar sua longevidade no esporte.

#7 PROBLEMAS FINANCEIROS

Por fim, a natação não é um esporte barato. Principalmente no Brasil, onde poucos são os clubes que têm uma infraestrutura completa e podem oferecer para seus atletas serviços médicos, de fisioterapia, nutrição, musculação etc. Em muitos locais, além da mensalidade para o clube, o atleta precisa bancar também suas viagens para competir. Patrocínio é algo muito raro, principalmente quando falamos de jovens nadadores. Ninguém quer treinar o ano todo para não conseguir nadar seu principal campeonato por falta de dinheiro.

no money

CONCLUSÃO

É inevitável, e óbvio, que o esporte vai perder nadadores ao longo do tempo. Achar que existe alguma fórmula que retenha todos os atletas é completamente utópico. Outras atividades vão se tornar prioridade, outros interesses vão aparecer, e as trocas de técnicos e clubes poderão causar mais desistências.

Mas tendo técnicos que prestam atenção, respeitam e se importam com os interesses de seus atletas fora das piscinas, que promovam um ambiente onde ele possa focar em fazer seu melhor, e com uma atmosfera onde podem criar e cultivar amizades, conseguiremos diminuir a quantidade de desistências e quem sabe, salvar potenciais campeões.

Este texto foi baseado de um post originalmente feito para o site YourSwimBook.com. Para acessar o texto original, clique aqui.