Acho que todos aqueles que estão começando a nadar em competições, ou até os mais experientes, passam por aquele medo do momento da saída, aquele medo de mergulhar e perder os óculos e ter que passar toda a prova se esforçando para enxergar algo.

Além de ser um incômodo grande para o nadador, a perda do óculos no momento da saída pode desestabilizar o atleta. Ele perde a concentração no nado e muitas vezes o óculos acaba ficando em uma posição que atrapalha a respiração, cobrindo a boca ou nariz.

Para ajudar você a superar esse medo e também nunca mais passar por isso, separamos algumas dicas que vão fazer os óculos cumprirem com sua função:

1. Prefira óculos que tenham mais opções de regulagem

Óculos podem parecer todos iguais, mas a verdade é que cada um deles tem alguma pequena diferença que pode te ajudar. Os óculos suecos, por exemplo, têm uma regulagem diferenciada. Além da tira de borracha, que prende o óculos na cabeça, o acessório é composto por um ‘barbante’ na parte interna, o que permite ajustar a posição do óculos sobre o nariz e a distância entre as lentes. Esse tipo de ajuste pode garantir mais estabilidade sobre o rosto na hora da saída.

Óculos sueco - Um modelo bem popular entre os atletas.

Óculos sueco – Um modelo bem popular entre os atletas.

2. Use um óculos adequado para competir

Independente da regulagem do óculos, o modelo correto pode ajudar na hora de mergulhar na piscina. Existem modelos com um design arrojados que ajudam a diminuir o atrito no momento de contato com a água. Por isso, empresas como a Speedo, disponibilizam linhas de óculos de ‘performance’, que ajudam em momentos de competição, além de modelos de ‘fitness’,  para facilitar o dia a dia dentro d’água.

Veja a diferença de design entre um modelo "Fitness" e um modelo "Performance"

Veja a diferença de design entre um modelo “Fitness” e um modelo “Performance”

3. Regule corretamente seu óculos (dê aquela boa apertada) quando for a hora de decidir uma prova

Um óculos mal regulado sempre vai cair. Em competições onde a saída do bloco é veloz e o tempo de prova é curto, a recomendação é dar uma apertada extra nas tiras laterais pra garantir que o impacto da água não vai deslocar as lentes durante a saída.

4. Preste atenção na posição das tiras do óculos

Em competições, o recomendado é usar toucas de silicone/látex que tenham uma textura emborrachada e ajudam a manter as tiras do óculos fixas. Evite embaraçar muito as tiras do óculos ou mantê-las muito próximas uma da outra. A separação ajuda a manter a estabilidade do acessório. Mulheres com cabelo muito comprido, por exemplo, podem posicionar uma tira acima e outra abaixo do coque para estabilizar melhor o equipamento.

5. Pratique a sua posição de entrada na água

Por último, mas não menos importante, sua posição de entrada na água pode significar o sucesso ou insucesso de todos os pontos anteriores. Você precisa treinar sua saída e a posição das suas mãos e braços para ‘cortar’ a água, de maneira que quando sua cabeça entrar em contato com a água, reste pouco atrito.

Dê uma olhada na posição das mãos e braços, eles protejem o rosto e "cortam" a água.

Dê uma olhada na posição das mãos e braços, eles protejem o rosto e “cortam” a água.

Nesse caso, a prática leva a perfeição. Antes de competir, pratique a saída e a posição das mãos utilizando sempre o equipamento que vai usar na hora da prova, isso tudo deve te ajudar a manter o óculos no lugar. Pronto, pode mergulhar sem medo.

Se você tem mais alguma dica ou macete pra evitar que o óculos caia, coloca aqui pra gente completar essa lista =)