A saída é um fundamento essencial na natação, principalmente se você é um competidor. Em provas de velocidade então, se a sua saída é ruim, sua prova inteira vai pro ralo. Para te ajudar, reunimos oito dicas para você melhorar seu fundamento e deixar seus adversários comendo bolhas.

viagra creekside watch sample essay family buy doing a literature review in health and social care follow link https://earthwiseradio.org/editing/life-is-like-a-roller-coaster-essay/8/ https://home.freshwater.uwm.edu/termpaper/argumenative-research-paper-topics/7/ dissertation de philosophie conclusion see viagra in florida confezioni viagra 50 mg how to write a thesis statement and outline cialis online au go here writing paper and envelope sets college confidential rice essay see url essay on the end of school expressions speech therapy cheap article writing definition essay maturity go to site follow link go to site https://ncappa.org/term/3-day-diet-analysis-essay/4/ best place buy strattera atomoxetine paper about government click http://snowdropfoundation.org/papers/shakespeare-research-paper-topics/12/ why do i want to be a nurse essay book critique sample follow site #1. MELHORE SUA FLEXIBILIDADE

Parece besteira, mas a flexibilidade é muito importante. Naturalmente, cada atleta tem um corpo diferente. Altura, peso, comprimento dos membros (estou falando de braços e pernas, mané!). Por isso, quanto melhor for sua flexibilidade, mais possibilidades de posicionamento em cima da baliza você terá. E você vai precisar ajustar seu corpo para encontrar uma posição que te faça ter uma saída mais poderosa. A falta de flexibilidade em músculos como o posterior da coxa, glúteos, quadril, lombar e panturrilhas, limitam as possibilidades de posições de muitos nadadores. Se este for seu caso, seu técnico poderá dificuldades de te colocar de um jeito que iria melhorar sua saída.

O pilates é uma excelente forma de melhorar sua flexibilidade. Procure um profissional certificado internacionalmente, que tenha especialização esportiva, e ele poderá te ajudar a melhorar sua flexibilidade. Se não, pelo menos crie o hábito de se alongar bem os membros inferiores todos os dias.

start2

#2. ADEQUE A POSIÇÃO DO SEU CORPO

Uma vez que você melhorou sua flexibilidade, conseguirá ajustar os ângulos que suas articulações fazem em cima do bloco. Imagine que a largura do seu ombro é o limite de abertura que seus pés devem ficar. Em geral, a distância de um pé para o outro não deve passar de um palmo. Cuidado para não juntar os joelhos, eles devem ficar alinhados com os pés. O dedão do pé que está na frente precisa “dobrar” na frente da baliza, como se seu pé estivesse agarrando o bloco. O video abaixo mostra esse posicionamento:

Você precisa controlar seu centro de gravidade, o que significa ficar em uma posição que você não vai cair da baliza. Então dê um passo para trás com uma das pernas (a que você se sentir mais confortável), a uma distância que normalmente equivale a dois pés seus. A saída do bloco se assemelha com a saída de atletismo: com uma perna na frente, e outra atrás. Pratique mudar os ângulos do seu quadril, joelhos e posição dos pés. Veja de que forma sua saída sai mais forte. É importante ter alguém para te ajudar nesse processo e avaliar a potência da sua saída.

saida10

#3. DÊ UMA “BRAÇADA” NA BALIZA

Uma vez que encontrar a posição perfeita para seu corpo, você precisa se concentrar na puxada dos seus braços para trás.  Abaixe e segure o bloco com suas mãos, ou na frente (e neste caso, alinhe com a largura dos seus ombros), ou na lateral, caso a baliza tenha os “pegadores” mostrados no video.

Agarrando a baliza pela frente, faça seus dedos irem para a parte debaixo do bloco, aumentando a superfície de contato da sua mão. Ao ouvir a partida, empurre o bloco para trás com força,  assim você irá aumentar a potência da sua saída usando seus braços.

Assim não, fera!

Assim não, fera!

#4. APROVEITE A VELOCIDADE ALCANÇADA NO AR

Isso parece óbvio, mas por causa da resistência da água, em nenhum momento da prova a sua velocidade vai chegar perto da que você imprimiu nos primeiros 5 metros.

O lance aqui é fazer a saída mais forte possível, e manter a velocidade que você ganhar no ar para a entrada na água e principalmente, para seu primeiro ciclo de braçadas. Para isso você vai precisar entrar na água em streamline (ou posição de flecha – com as pernas e braços totalmente esticados, e os braços atrás da cabeça).

O ângulo de entrada varia de acordo com o tamanho do seu corpo. Veja outro exemplo no video abaixo.

#5. USE UM BAMBOLÊ!

Não, não é para você ficar rebolando em cima da baliza, isso não vai levar a nada além de risadas das pessoas a sua volta. Bom, fique a vontade! Enfim. A ideia é fazer o mergulho de forma limpa, imaginando que você passe por um pequeno círculo na superfície da água.  Isso vai ajudar a você manter a velocidade conquistada no ar.

A melhor forma de treinar sua entrada na água é pedindo para alguém segurar uma bambolê na superfície, na distancia que você costuma mergulhar. Dê sua saída e tente passar no meio do bambolê sem encostar nele, e sair nadando. Para isso, você precisará aplicar a melhor posição de streamline possível, sem “chapar” nenhuma parte do corpo.

saida6

#6. TREINE SEU TEMPO DE REAÇÃO

O video abaixo mostra um bom educativo para você treinar seu tempo de reação.

– Fique na posição de saída em cima do bloco. Peça para seu técnico ou outro nadador dar a partida. Ao escutar o sinal, apenas mova e tensione seu corpo, sem saltar. Repita isso 2 vezes, tentando reagir ao sinal o mais rápido possível. Somente na 3a vez, faça o movimento completo e mergulhe.

https://vimeo.com/69965990

#7. FAÇA TRABALHOS ESPECÍFICOS PARA GANHAR FORÇA E EXPLOSÃO NAS PERNAS

Trabalhe força e explosão na sua musculatura inferior do corpo. Quanto mais fortes suas coxas, quadris, glúteos e panturrilhas forem, melhor será sua saída. Exercícios como agachamentos e saltos podem te ajudar muito. Procure um profissional especializado para que você faça um treino específico para suas necessidades (e para evitar lesões). Sua potencia na saída vai melhorar consideravelmente.

# 8. FAÇA CERTO NAS COMPETIÇÕES

Quando estiver na competição, não fique fazendo mil saídas durante o aquecimento. Treine ao longo da temporada, na competição você precisa estar pronto. Você não vai melhorar sua saída no dia da competição.

Durante o aquecimento, faça no máximo duas saídas, para sentir o bloco. O excesso do movimento pode colocar seu polimento em risco e cansar sua musculatura no momento que você mais precisa dela.

Uma dica: enquanto espera por sua prova no balizamento, simule saídas e treine seus tempos de reação no chão. Quando o arbitro falar “às suas marcas”, se abaixe e fique na posição de saída. Ao ouvir a partida, simule a saída dando um passo a frente. Esse exercício vai te acostumar ao tempo que o arbitro demora para sair a partida e também deixará suas fibras musculares preparadas para a explosão.

saida

 

Referências:

  • https://swimswam.com/how-to-position-your-feet-for-swimming-starts-video-feature/
  • https://swimswam.com/5-quick-tips-for-a-more-explosive-swim-start/
  • https://swimswam.com/bill-pilczuk-on-how-to-develop-an-explosive-start/

Gostou desse post? Siga o Raia Oito no Facebook e acompanhe todas as novidades!