A diabetes é uma doença que aflige o mundo todo, inclusive o Brasil. Ela se apresenta em diferentes tipos e níveis, afetando os nossos índices glicêmicos e causando uma série de sintomas desagradáveis. Nosso objetivo aqui não é ficar explicando cada tipo de diabetes ou impactos da doença em sua saúde (se você quiser saber mais, tem uma explicação bem legal clicando aqui), mas sim dizer como você pode praticar natação com segurança, mesmo sendo diabético.

Na época em que eu treinava lembro de um dos meus amigos de equipe, o Kaká. Ele nadava na minha categoria e fazíamos treinos de 8km de segunda a sábado e competiamos juntos em campeonatos paulistas e brasileiros.
Depois de todas as provas e todos os treinos, eu via ele tirando seu estojo, furando o dedo e medindo seu índice glicêmico. De tempos em tempos, ele tomava uma injeção de insulina.

Fazem alguns anos desde que parei de treinar com ele, mas escrevendo para o Raia Oito resolvi pesquisar sobre o assunto para descobrir os riscos, recomendações e cuidados para os diabéticos praticarem natação de maneira segura.

Primeiro de tudo: Sim, você pode praticar a natação mesmo sendo diabético.

Inclusive, alguns especialistas indicam a natação como um exercício aeróbico e moderado que pode auxiliar no controle do índice glicêmico, melhorando o sistema respiratório e circulatório de maneira a ajudar a controlar melhor a doença. Além de ser um esporte que ajuda a evitar a depressão, possível sintoma que a doença pode causar.
Porém, alguns cuidados são essenciais para garantir que tudo corra bem e você utilize o esporte para melhorar sua saúde, sem criar mais fatores de risco.

Leia também:  Como se preparar para uma competição em piscina de 50m treinando em uma de 25m

Veja abaixo algumas dicas para evitar problemas na prática da natação:

  • Meça seu índice glicêmico antes, durante e depois do exercício físico.
  • Nade sempre acompanhado e de preferência sob supervisão de um profissional, pois durante uma crise de hipoglicemia você pode precisar de suporte.
  • Informe o professor ou técnico de que você é diabético, e se possível, utilize uma pulseira informativa para casos de emergência.
  • Siga uma dieta balanceada para suprir suas necessidades, pois a natação consome muita energia.
  • Mantenha um carboidrato de absorção rápida sempre ao alcance (ex. Tabletes de glicose).
  • Evite andar descalço em bordas e vestiários, as lesões de pele nos pés podem causar mais problemas pra quem é diabético. Veja aqui algumas dicas pra evitar micoses e frieiras
  • Tome um banho sempre após o treino e aplique uma loção hidratante, pois a sua pele é mais sensível e pode se irritar com os produtos químicos da piscina.

Importante: Consulte sempre seu médico antes de iniciar qualquer atividade física, o acompanhamento correto de profissionais da saúde e do esporte podem te ajudar a se exercitar sem riscos.

A natação não é só um meio de ajudar pessoas com diabetes a melhorarem seu condicionamento físico e sua saúde, ela também é uma ótima maneira de prevenir o desenvolvimento de diabetes tipo 2, na qual um dos principais fatores é o sedentarismo.

Leia também:  12 verdades que toda nadadora compartilha

Por isso pratique esporte, nade e melhore todo dia sua saúde!

Fontes:
DiabeTV
Mudando Diabetes