SWOLF é um exercício utilizado por diversos treinadores e atletas (inclusive alguns olímpicos) para medir a eficiência de nado e medir sua evolução durante os treinos. É um exercício bem simples que você pode fazer na próxima vez em que estiver nadando.

O termo SWOLF surgiu de uma combinação das palavras SWim e gOLF. Isso porque tenta aplicar o conceito de eficiência do Golf para a natação (pra quem não sabe, no geral no golf se mede a performance do atleta pela quantidade de tacadas que ele utiliza para completar o campo). Mas ao invés de contar tacadas, ele conta braçadas e o tempo que você demorou para terminar o trajeto.

Como calcular seu SWOLF?
(1)Quantidade de braçadas + (2)Tempo para completar a piscina = (3)SWOLF

Como funciona o exercício?
O mais comum é calcular esse índice em piscinas de 50m, mas você pode fazer isso numa piscina de 25m também. O importante é sempre comparar seus resultados em piscinas de mesma metragem.

  • Comece nadando uma piscina (25m ou 50m ou jardas…). Obs: evite o nado submerso muito extenso, isso interfere no resultado.
  • Conte a quantidade de braçadas que você deu. (1)
  • Veja quanto tempo (em segundos) você demorou pra cobrir toda a distância. (2)
  • Some os 2 resultados e pegue seu índice SWOLF. (3)
  • Repita os passos anteriores combinando diferentes tipos de respiração, velocidade de braçada ou o ritmo de nado até encontrar um ponto mais eficiente.

Exemplo: Dei 40 braçadas e demorei 35 segundos para completar uma piscina de 50 metros, meu SWOLF é de 75. (40 braçadas + 35 segundos = 75 SWOLF).

Ou seja, quanto menor o número de braçadas e menor seu tempo, melhor será seu índice SWOLF. O legal do exercício é constantemente tentar atingir uma velocidade maior com menos braçadas, tornando seu nado mais eficiente.

Pra que serve o SWOLF?
Esse índice serve para medir a sua eficiência de nado. Não é um índice que vai medir seu esforço em termos de calorias gastas, respiração e outros fatores, mas ele utiliza a quantidade de braçadas para te dar uma boa visão relativa. Com ele, você pode fazer comparações de você com você mesmo para checar se houve uma melhora no nado e também te estimula a prestar mais atenção na sua técnica e te faz buscar maneiras mais eficientes de nadar.

Isso é ótimo para todos os tipos de atletas, mas pode trazer muito mais ganho para atletas maratonistas, de triathon ou que nadam provas mais longas como os 800m ou 1.500m. Ele exercita o auto conhecimento durante o nado, que é essencial para a manutenção de um bom ritmo dentro da água para que você realize provas com ritmo progressivo ou negativo.

Se você nadar de maneira mais eficiente, poderá fazer menos esforço e guardar aquela energia para o final da prova ou para a corrida e pedaladas se você for um triatleta.

Mas o que seria um bom resultado de SWOLF?
A verdade é que o SWOLF é um indicador não muito preciso, pois depende da amplitude da braçada de cada atleta, do tamanho da piscina em que foi medido e etc… Então comparar o SWOLF entre 2 atletas pode acabar sendo comparar bananas com maçãs. Por isso ele é mais indicado como um fator de comparação da sua própria performance, como falamos no ponto anterior.

Apesar disso, podemos dizer que um SWOLF médio de um atleta bem preparado em uma piscina de 50m gira em torno dos 70-75 e também temos a referência do recorde (não oficial) de SWOLF que é o medalhista olímpico Alexander Popov, ele fez os 50m com 20 braçadas em 25 segundos com um SWOLF absurdo de 45!

Esse exercício é simples e pode ser realizado facilmente, mesmo sem auxílio de um técnico (claro que ter alguém fora da água contando braçadas e cronometrando seu tempo ajuda). Se você quiser um jeito mais simples de medir esse indicador, tem vários relógios inteligentes para esporte que já medem esse indicador, como o Garmin Swim watch que mostramos nesse outro post.

Gostou desse post? Siga o Raia Oito no Facebook e acompanhe todas as novidades!