O processo de se preparar para nadar rápido é um dos mais sagrados e únicos para cada atleta. Cada um tem sua rotina, suas superstições e comidas preferidas antes de competir.

Alguns nadadores preferem se isolar, não falar com ninguém e se concentrar na prova que os espera. Já outros, precisam conversar e fazer piadas para relaxar. E nenhum deles está certo ou errado. Nos dois casos, eles estão fazendo o que é necessário para se preparar para a competição.

Desenvolver uma rotina pré-competição não é um processo automático, porque a preparação física e mental que funciona para um atleta pode não funcionar para o outro. Até mesmo sugestões do seu técnico e de colegas podem não ser as mais adequadas para você. É necessário que você vá testando e descubra o que te faz nadar o mais rápido que você puder.

Benefícios de ter uma rotina pré-competição:

  • Conseguir ficar confortável nas competições, independentemente da piscina, do campeonato e do lugar onde você estiver, mesmo que não esteja acostumado com nenhum deles;
  • Ajuda a reduzir as distrações de uma competição de natação, cercada por amigos e colegas de equipe que podem estar mais interessados na parte social do que em nadar rápido;
  • Ficar menos ansioso nas competições, por te dar um conjunto familiar de procedimentos a seguir para ficar focado na execução de tudo aquilo que você treinou.

Mas por onde começar?

A má notícia é que nenhuma fórmula funciona para todos os atletas. É possível, no entanto, criar sua própria rotina. Para começar, pense na última vez que você nadou muito bem, em que tudo saiu como você esperava.

  • Como você se sentiu antes da prova? Calmo? Focado? Tente lembrar no que estava pensando nos minutos antes de nadar.
  • Você se deu tempo suficiente para aquecer bem antes de nadar?
  • Como estavam sua nutrição e hidratação? Tente se lembrar do que comeu no dia.
  • O que você fez para se concentrar nos 30 minutos que antecederam a prova?
  • Como estava sua confiança naquele dia? Por que você acha que estava se sentindo dessa forma?

As respostas para essas perguntas vão te ajudar a ter uma ideia de como sua rotina pré-competição deve ser.

Se você está sem ideias sobre o que pode funcionar para você, aqui estão algumas ideias para que você vá testando:

1. Visualização

Para aperfeiçoar essa ferramenta, você deve treinar bastante antes da competição. No dia da grande prova, pare cerca de 20 minutos antes e visualize como quer nadar cada metro com detalhes, colocando a performance desejada nos seus pensamentos. Dessa forma, no momento em que você subir no bloco, vai ter a sensação de que já nadou a prova da forma desejada milhares de vezes.

2. Simule a saída (em terra)

Antes de subir no bloco, vá a algum lugar em que você ainda consiga ouvir a sinal da partida. Faça sua posição de saída e pule quando o sinal for dado. Fazer isso algumas vezes fará seu cérebro e seus músculos estarem preparados para a hora da prova.

3. Evite fazer mudanças no dia da competição

Os amistosos, treinos e competições menos importantes são os momentos para tentar coisas novas, não no momento antes do seu campeonato principal da temporada. Sempre há um momento para fazer mudanças, e esse momento é no treino.

4. Pratique sua rotina pré-competição no treino

Faça isso nas semanas que antecederem a competição. Você pode fazer isso com os detalhes que quiser, desde aquecer da mesma forma até acordar no mesmo horário em que vai fazer isso no dia da grande prova. Quanto mais você estiver acostumado com essa rotina, mais confortável e confiante você vai estar no dia da competição.

5. Saiba o que fazer no bloco

Michael Phelps fazia o mesmo movimento com os braços quando subia no bloco desde que começou a competir, ainda criança.

Ter alguns movimentos simples para fazer instantes antes da saída — balançar os braços algumas vezes, bater no peitoral ou saltar algumas vezes — combinados com algumas palavras — “Foco! Vamos lá!” — vão fazer seu corpo perceber que chegou a hora.

Ter esses movimentos quase automáticos vai ajudar, principalmente em competições longas ou quando você estiver se sentindo distraído ou sobrecarregado.

6. Lembre-se que estar pronto é tarefa sua

Se seu técnico te passou determinado aquecimento, mas você ainda está sentindo que precisa de mais, avise a ele! Além disso, se seus amigos ou adversários já estão saindo da piscina de aquecimento, isso não significa que você também precisa parar por ali se não estiver se sentindo pronto.

E você, o que costuma fazer para se sentir preparado para competições importantes?

Texto adaptado do site Swim Swam.