Não é uma medalha de ouro nos 200 metros borboleta de Campeonato Brasileiro e uma de vice-campeã Paulista nos 100 metros borboleta quando ainda competia como federada que motiva a nadadora master do Clube Paineiras do Morumby, Maria Stella d’Almeida, mais conhecida como Teca, a continuar buscando o seu melhor resultado dentro das piscinas. Nem mesmo uma medalha de terceiro lugar nos 100 metros borboleta no Campeonato Mundial Masters em Kazan, na Rússia. “Há três anos fui operada de um aneurisma cerebral, o que me fez nadar ainda mais feliz e fazer os melhores tempos da minha vida”, conta a nadadora, que neste sábado (12), embarca para o seu sexto Campeonato Mundial Masters, em Budapeste, na Hungria.

A vida de atleta começou cedo nas piscinas, aos 4 anos de idade. Na adolescência, Teca nadou como federada até os 18 anos pelo Clube Sociedade Harmonia de Tênis e o Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo. Participou de competições renomadas, como o Troféu José Finkel e o Júlio Delamare e, desde sempre, nadou as provas de 50, 100 e 200 borboleta.

A nadadora,  que disputa o seu sexto campeonato mundial (Foto: Arquivo Pessoal)

“Voltei a nadar competitivamente na equipe master após 33 anos, depois da minha segunda gravidez”, explica a nadadora que hoje tem 48 anos e é mãe de três filhos. “Em um ano fui campeã brasileira dos 50, 100 e 200 borboleta. Percebi que não estava ‘morta’ depois da gravidez e resolvi voltar a treinar”, completou.

Hoje, Teca treina três vezes por semana e leva o esporte como uma diversão. “Queria treinar mais leve e me divertir, mais qualidade do que quantidade”, explica. Nestes 15 anos de nataçao master, a nadadora foi mais de 30 vezes campeã brasileira, inúmeras vezes campeã paulista e estabeleceu seis vezes recordes brasileiros e sul-americanos.

Objetivo no Campeonato Mundial

Depois de vivenciar tanto competitivamente o esporte, Teca esclarece a sua principal motivação na natação master. “Eu tenho um objetivo na vida, ficar sempre entre os Top 10 Mundial. Estou indo para mais um Mundial e penso que se eu nadar próximo aos meus tempos já estou satisfeita. O foco nos Masters é se divertir, competir e sorrir. E como faço para pagar tudo isso?! Tiro da poupança”, termina a nadadora. Na competição, ela disputará as provas de 50, 100 e 200 borboleta.

O Raia Oito deseja uma ótima competição a todos os nadadores masters que disputaram o campeonato!