A natação é um esporte precioso que oferece enormes benefícios para o corpo e a mente. Cada atleta que decide se arriscar dentro da água tem uma motivação para nadar. Alguns por lazer e se manter em forma, outros para competir.

De fato, nadar é uma excelente forma para reduzir o estresse, suavizar a tensão e acabar com o mau-humor.

Mas o que é melhor? Nadar com uma equipe ou sozinho? Depende do seu objetivo com o esporte.

Ao nadar sozinho, exploramos melhor nossos limites ao ter um contato mais íntimo com a água, abandonando nossos pensamentos e encarando os objetivos individualmente. Por outro lado, as atividades aquáticas em grupos nos permitem fazer amigos, fortalecer o espírito de equipe e aprender a competir.

Caso você seja um nadador principiante, se recomenda começar com um professor qualificado que ensine uma boa técnica para os quatro estilos. Uma vez que o atleta sabe o básico, pode começar um programa de treinamento, duas ou três vezes por semana, sempre sob subversão de um profissional.

Mas, caso você seja um nadador com nível intermediário e prefere nadar sem uma equipe, você pode arriscar-se em fazer um treino sem professores ou técnico. Só tome cuidado para não se lesionar!

Natação em equipe

Se você é uma pessoa que busca fazer amigos, conhecer gente e compartilhar metas e resultados em uma competição, a melhor solução é entrar para uma equipe de treino.

Para os principiantes, o trabalho em grupo é orientado para que se sintam seguros dentro da água e adquiram as técnicas básicas de nado e respiração. Uma vez que os fundamentos estão dominados, está na hora de preparar um treino em equipe.

Para aqueles que já são familiarizados com o esporte, é importante estabelecer uma constância de treinamento e objetivos dentro da piscina.

Texto originalmente traduzido do site norte-americano Arena Water Instinct