No ano passado, foram anunciadas mudanças no programa olímpico de Tóquio, em 2020. Além dos novos esportes incluídos – o beisebol para os homens, o softbol para as mulheres, o karatê, a escalada, o skate e o surfe – novas provas foram adicionadas aos programas de modalidades que já figuram há bastante tempo nas Olimpíadas, como é o caso da natação.

No Japão, poderemos assistir às primeiras medalhas olímpicas dos 1500 metros livre feminino, dos 800 metros livre masculino e do revezamento 4×100 medley misto. Mas como é que o programa de provas muda?

Processo de escolha

As federações internacionais de cada esporte podem fazer sugestões ao Comitê Olímpico Internacional sobre provas que acreditam que poderiam figurar nas Olimpíadas. No caso da natação, a FINA indicou ao COI a inclusão de disputas para que o programa olímpico ficasse igual ao dos Campeonatos Mundiais de Esportes Aquáticos, ou seja, acrescentando as provas dos 50 metros estilos, dos 1500 livre feminino, dos 800 livre masculino e dos revezamentos mistos.Membros do Comitê Olímpico Internacional se reúnem e discutem a possibilidade de incluir as provas sugeridas pelas federações de cada modalidade. Eles levam em conta a popularização do esporte e a viabilidade do aumento de eventos em cada uma das modalidades afetadas.

Se fosse apenas pela popularização do esporte, seria válido incluir todas as provas sugeridas, mas o aumento do tempo das competições e do número de atletas acarreta um custo a mais nos Jogos Olímpicos. Por isso, nem todas as alterações são aceitas.

As mudanças da natação para Tóquio 2020

Além das novas provas incluídas – os 1500 metros livre feminino, os 800 metros livre masculino e o revezamento 4×100 medley misto –, haverá uma alteração no número de nadadores que poderão ser inscritos. No Japão, serão 878 nadadores nas piscinas, enquanto no Rio de Janeiro, em 2016, foram 900.Ainda não foi anunciado se a programação da natação terá um dia a mais. No Rio, foram oito dias e o aumento para nove é possível, uma vez que a modalidade costuma ter boa audiência nos canais de televisão que a transmitem – e esse é um fator de influência sobre o COI.

A FINA até tentou outras alterações nos esportes aquáticos, como o aumento do número de participantes da maratona aquática de 25 para 30, porém sem sucesso. A única outra mudança considerada positiva foi o aumento do número de times participantes no polo aquático feminino, mas com redução na quantidade de atletas por equipe.

Por que essas foram as provas escolhidas pelo COI

Com o intuito de popularizar o esporte, o Comitê Olímpico Internacional resolveu incluir o revezamento misto por se tratar de uma prova emocionante, que costuma ter bastante alternância na liderança, e, por isso, atrai a atenção do público.

As provas de 1500 livre feminino e 800 livre masculino foram uma forma de tornar iguais as distâncias disputadas por homens e mulheres nas Olimpíadas. A equidade de gênero é uma das bandeiras do COI nos últimos anos e essa foi uma saída que o Comitê encontrou para deixar a competição igual para todos.

Além das já incluídas, que outras provas você gostaria de ver nos Jogos Olímpicos?