Existem várias provas de natação, 50, 100, 200 metros, nado borboleta, crawl, costas e peito. Mas você já ouviu falar nos 50 metros com obstáculos? É isso mesmo. A Pista de Natação Utilitária (PNU) é uma das cinco modalidades do Pentatlo Militar.

O Pentatlo Militar foi inventado em 1946 pelo oficial francês, Henri Debrus. A ideia surgiu com o intuito de criar uma prova com atividades que representassem o treino de combate, e treinassem as habilidades dos atletas em todos os aspectos exigidos pelo exército. A prova é composta pelas seguintes disciplinas: tiro ao alvo, natação utilitária, corta-mato (cross-country), lançamento de granadas e a pista do pentatlo (corrida com obstáculos).

A modalidade é padronizada em todas as Forças Armadas ao redor do mundo, e faz parte do currículo do Campeonato Mundial Militar desde 1995. Cada disciplina possui uma referência que corresponde a 1000 pontos. Conforme a performance do atleta, são somados ou subtraídos pontos. Ganha aquele que acumular o maior número de pontos nas cinco provas.

A prova

A parte de natação do Pentatlo é chamada de PNU. A prova é realizada em uma piscina de 50 metros com quatro obstáculos diferentes.

O primeiro obstáculo possui dois cilindros. O atleta deve passar por cima do primeiro cilindro e por baixo do segundo.

O segundo obstáculo é chamado de jangada. Uma estrutura vazada com três buracos e duas colunas, uma em cada ponta. Nessa fase o competidor pode impulsionar com os pés nas duas colunas.

Após passar a jangada o atleta chega na mesa, onde deverá subir fazendo uma espécie de barra e mergulhar o mais longe possível.

O último obstáculo é composto por mais um cilindro e o atleta também pode usar seus pés para impulsionar e finalizar a prova.

PNU vs. Natação

Parece simples, mas o PNU exige muita força, agilidade nas transições de obstáculo e propulsão. Nem sempre o melhor nadador ganha. O segredo é saber aproveitar e usar os obstáculos a seu favor. Para explicar melhor o que estamos falando, mostramos um vídeo da nadadora Thaís Sant’Ana. A capixaba competiu em campeonatos nacionais de categoria na piscina e hoje em dia é destaque nas águas abertas. Em 2017, bateu o recorde do Desafio dos 3 Países (Alemanha, Suiça e Áustria) ao completar 38km em 9h10m. Como parte do treinamento, ela fez uma prova de PNU na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (Espcex), em Campinas.

Leia também:  8 dicas para ter uma pernada eficiente

O melhor tempo de 50 metros crawl da Thaís é de 28”90. Ela completou a prova acima em 40”34. Para um atleta que pratica o PNU, essa diferença é mínima. Na verdade, muitos são mais rápidos nos 50 metros com obstáculos do que na prova tradicional da natação. O recorde mundial  no masculino é de 23”80, feito em 2000 pelo austríaco Harald Koidl. A marca é apenas três segundos mais lenta que o recorde de César Cielo nos 50 metros livre, de 20″91.

Assista ao vídeo do 60º Campeonato Mundial de Pentatlo Militar

Cesão deu 33 braçadas quando ele fez esse tempo, já os atletas militares completam a prova com uma média de 14 braçadas! Isso mostra o quanto a transição entre as barreiras e a utilização das mesmas, conta. Para atingir a perfeição, os atletas passam horas treinando partes específicas da prova;  do bloco para os cilindros, da jangada para a mesa. É pura técnica!

Assim como na prova olímpica do Decatlo, o Pentatlo Militar visa definir o atleta completo. Ganha aquele que tiver mais resistência e aptidão para diferentes atividades.  

E aí, você topa o desafio?!