Os tornozelos de um nadador são extremamente importantes para um nado eficiente.  Responsável pela finalização da pernada é a principal ligação entre a perna do atleta com os pés. Sem tornozelos fortes o movimento perde sua agilidade. E para esta articulação ser eficiente, ela deve ser flexível.

A eficiência da pernada dos nados de crawl, costas e borboletas é totalmente baseada na flexibilidade e força dos tornozelos de um atleta: quanto mais alongado e forte for, melhor a amplitude do movimento.

Conheça quatro exercícios para te ajudar a melhorar a sua flexibilidade e força desta articulação específica:

#1 – Movimentos circulares com o pé

Sentado com as pernas esticadas, realize movimentos amplos circulares com pés – sem movimentar as pernas. Faça três séries de 10 movimentos horários e 10 movimentos anti-horários.

#2 – Pular corda

Este é um exercício excelente. Ajuda no alongamento dos tornozelos ao mesmo tempo em que trabalha no fortalecimento dos músculos utilizados para a extensão dos pés.

Pule corda por 20 segundos e descanse 10 segundos  – repita quatro vezes.  Descanse um minuto e repita a série.

# 3 – Bola de borracha de squash

Este exercício também foca na flexibilidade e no fortalecimento dos músculos do tornozelo. Com o calcanhar no chão e as pontas do pé apoiadas em uma bola de borracha de squash, pressione os dedos o máximo que conseguir em direção ao chão – o foco é a flexão e a extensão dos seus pés.

3 séries com 20 repetições – 30 segundos de descanso entre as séries.

# 4 – Nadadeiras

Utilizar nadadeiras durante o treino fortalece a musculatura do tornozelo e ajuda a melhorar a amplitude do movimento.

Nade, pelo menos, 500m com nadadeiras, variando as posições, durante o treinamento.

Bom treino!

Texto traduzido do site Arena Water Instinct