Entre os dias 20 e 26 de julho, o nadador Caíque Aimoré, de 25 anos, disputa a oitava edição do Mundial DSISO, para atletas com Síndrome de Down, na cidade de Truro, no Canadá.

O nadador representará o Brasil em oito provas: 50, 100 e 200 livre; 50 e 100 peito; 50 e 100 costas e o 50 borboleta. Em entrevista para o Raia Oito, Caíque fala das suas expectativas para a competição: “Espero conseguir conquistar o tetra nos 100 livre. É uma prova muito forte, sei que meus adversários também estão preparados mas treinei muito, estou bem confiante e focado. Todas as provas serão bem disputadas, com nadadores também campeões do mundo”, comenta. “A preparação é constante, treino todos os dias entre piscina e academia, além de ter uma alimentação equilibrada. Mas quando o mundial se aproxima a dedicação é maior, com certeza”, termina.

Este será o quarto mundial DSISO do atleta, no qual acumula medalhas e marcas grandiosas desde 2012: 21 medalhas – sendo 11 de ouro. Para as pessoas que não praticam esportes devido a alguma doença genética e/ou deficiência física/ motora, Caíque deixa um recado: “Gostaria de dizer que busquem uma atividade e procurem se encaixar em alguma modalidade paralímpica. Ser um atleta paralímpico me proporciona muitas conquistas e oportunidades de vivenciar e descobrir novas culturas e, principalmente, ser reconhecido e respeitado como um atleta de alto rendimento”, fala.

O Raia Oito deseja uma boa competição ao atleta!

Sobre o Mundial

O Mundial DSISO (Down Syndrome International Swimming Organisation) é a principal competição para nadadores com Síndrome de Down no mundo. Iniciou-se em 2002 na Inglaterra, desde então é realizada a cada dois anos. Já teve edições na Itália, Portugal, México, Irlanda, Taiwan e África do Sul.

Fotos: @Guilherme Borges