Entre os dias 20 e 26 de julho, o nadador Caíque Aimoré, de 25 anos, disputa a oitava edição do Mundial DSISO, para atletas com Síndrome de Down, na cidade de Truro, no Canadá.

O nadador representará o Brasil em oito provas: 50, 100 e 200 livre; 50 e 100 peito; 50 e 100 costas e o 50 borboleta. Em entrevista para o hur fr jag tag i viagra https://medpsychmd.com/nurse/priligy-online/63/ follow link enter click woman with a hat matisse click here enter http://ww2.prescribewellness.com/onlinerx/interao-medicamentosa-do-viagra/30/ doxycycline antbiotic essay on gay marriages pros and cons source link dissertation assistance writing https://norfolkspca.com/medservice/ace-diet-pill-distributors/14/ source site click here follow link go to link essay writing skills with readings 6th canadian edition where to order viagra online teenagers viagra essay editing software online https://homemods.org/usc/foreign-aid-essay/46/ cover letter examples in italian thesis free download lipitor class action lawsuit 2011 write my college papers cialis altavista dissertation examples plymouth university big words to use in an essay immun gegen cialis click here Raia Oito, Caíque fala das suas expectativas para a competição: “Espero conseguir conquistar o tetra nos 100 livre. É uma prova muito forte, sei que meus adversários também estão preparados mas treinei muito, estou bem confiante e focado. Todas as provas serão bem disputadas, com nadadores também campeões do mundo”, comenta. “A preparação é constante, treino todos os dias entre piscina e academia, além de ter uma alimentação equilibrada. Mas quando o mundial se aproxima a dedicação é maior, com certeza”, termina.

Este será o quarto mundial DSISO do atleta, no qual acumula medalhas e marcas grandiosas desde 2012: 21 medalhas – sendo 11 de ouro. Para as pessoas que não praticam esportes devido a alguma doença genética e/ou deficiência física/ motora, Caíque deixa um recado: “Gostaria de dizer que busquem uma atividade e procurem se encaixar em alguma modalidade paralímpica. Ser um atleta paralímpico me proporciona muitas conquistas e oportunidades de vivenciar e descobrir novas culturas e, principalmente, ser reconhecido e respeitado como um atleta de alto rendimento”, fala.

O Raia Oito deseja uma boa competição ao atleta!

Sobre o Mundial

O Mundial DSISO (Down Syndrome International Swimming Organisation) é a principal competição para nadadores com Síndrome de Down no mundo. Iniciou-se em 2002 na Inglaterra, desde então é realizada a cada dois anos. Já teve edições na Itália, Portugal, México, Irlanda, Taiwan e África do Sul.

Fotos: @Guilherme Borges