O nado de costas é diferente de todos os outros estilos: é o único que você nada em uma posição invertida e envolve principalmente os músculos das costas, e não o do peito, como nos outros estilos.  Portanto, não é de surpreender que a saída também seja diferente. Então vamos aprendê-la na teoria:

Posição inicial

Você deve começar a encarar a parede com as costas voltadas para a piscina. Quando você ouvir o comando da saída, você:

– Segura firmemente a barra abaixo do bloco de partida;

– Colocar os pés abaixo ou acima do nível da água, contra a parede, mais ou menos na largura dos ombros;

– Preparar para dar o impulso, puxando-se suavemente em direção ao bloco de partida até que suas nádegas alcancem a linha d’ água;

– Relaxar o pescoço e abaixar a cabeça na direção dos joelhos.

Movimento da saída

Quando você ouve o comando de partida, seus braços balançam para os lados, no formato de um arco semicircular baixo. Os seus joelhos se estendem e suas pernas empurram na direção oposta, de modo que seu corpo saia completamente da água enquanto  você joga a cabeça para trás.

Quando você entrar na água, suas mãos devem estar unidas, uma acima da outra, por cima da sua cabeça. Elas são as primeiras a tocar na água.

Uma vez que você tenha entrado na água, explore a fase subaquática – com perna de crawl ou borboleta, na posição do nado, até atingir o limite de 15 metros.

Lembre-se de que ‘a prática é a melhor professora’. Mas não se preocupe! Todo mundo escorrega de vez em quando!

Veja um vídeo para melhorar ilustrar:

Texto original: Arena Water Instinct