Seja sozinho ou em grupo, treinar sem técnico pode ser um pouco desanimador. Se esse é o seu caso, se liga nas dicas que preparamos para você continuar motivado mesmo sem ter alguém ali pra te mandar o que fazer! Pronto para treinar sozinho?

1. Tenha objetivos S.M.A.R.T.

Ter objetivos é importante para saber pelo que você está treinando. Mas não é qualquer meta que vai te ajudar.

Nesse sentido, os objetivos S.M.A.R.T. são muito úteis. A nomenclatura, com iniciais para os termos em inglês, diz respeito a metas:

  • Específicas (Specific)
  • Mensuráveis (Measurable)
  • Alcançáveis (Achievable)
  • Relevantes (Relevant)
  • Temporais (Time-bound)

Se tudo isso pareceu muito abstrato, damos um exemplo de objetivo S.M.A.R.T. para alguém que tenha, por exemplo, em janeiro, como melhor tempo da vida 5’10” nos 400m livre: nadar os 400m livre abaixo de 5’00” até dezembro.

O objetivo é específico, pois fala a que prova se refere; é mensurável, pois há um tempo a ser batido; é alcançável, pois a pessoa acredita que pode abaixar 10 segundos nessa prova em um ano; é relevante para ela em relação ao que a natação e os treinos representam em sua vida; e é temporal porque há um prazo de 12 meses para que se atinja a meta.

2. Foque apenas na natação quando estiver na piscina

Às vezes parece que a vida nos atropela. São problemas pessoais, profissionais e várias coisas para resolver ao longo do dia. Mas saiba separar a hora de cada coisa.

Quando você estiver dentro da piscina para treinar, esqueça de todo o resto. Tire aquele tempo para focar na sua natação. Com certeza, a qualidade do seu treino será muito melhor e, se estiver concentrado, você pode até terminar antes para continuar com as outras obrigações do seu dia.

3. Tente variar os treinos

Uma das perguntas mais ouvidas por nadadores, vinda de pessoas que não praticam o esporte é: “mas você não cansa de contar azulejos”!?

Sim, às vezes nossa modalidade pode ser um pouco repetitiva e se tornar maçante. No entanto, é possível evitar o tédio variando os treinos. Tente séries de metragens e intensidades diferentes, faça séries de braço, perna, educativos… Tudo para sair da mesmice — mas sempre pensando no que vai ajudar melhorar seu desempenho!

4. Planeje seu treino na noite anterior

Saiba o que você vai fazer no treino no dia seguinte. Dê uma olhada antes para não ter mais esse empecilho de ir atrás do seu treinamento no dia seguinte.

Essa é uma forma a mais de tornar a sua ida ao treino no dia seguinte mais simples. Assim, você só precisa se preocupar com o que realmente importa: cair na água e nadar!

5. Inscreva-se em competições

Ter desafios pela frente é uma ótima forma de se manter motivado, mesmo que treinando sozinho. Saber que você tem uma competição em piscina ou uma prova de águas abertas pela frente vai te ajudar a se manter mais focado nos seus treinamentos.

Eu, Victoria, particularmente gosto dessa estratégia. Vivo me inscrevendo em competições com provas ou metragens que me desafiem para que eu, realmente, tenha que levar o treinamento a sério para conseguir cumpri-las!

6. Conte seus objetivos aos seus amigos

Compartilhar seus objetivos com seus amigos pode te ajudar a se manter motivado porque você terá esse “compromisso” com mais alguém do apenas você mesmo. Além disso, você pode convidar essas a treinarem com você. Já pensou nessa possibilidade para conseguir uma companhia?

7. Se puder, nade com um smartwatch

Nadar com um relógio para natação monitorando seu exercício também pode te motivar! Você estará acompanhando seu rendimento a cada piscina e terá um fator a mais para tentar melhorar a cada instante do seu treino.

E aí, você tem alguma estratégia para se manter motivado ao treinar sozinho? Conte pra gente nos comentários!

Texto traduzido e adaptado do site MySwimPro.