Se você é um nadador ativo em competições com certeza sabe o que é um balizamento. Afinal, se você não passar por ele, não pode competir. Mas você saberia explicar para alguém que nunca ouviu esse termo o que exatamente representa um balizamento? Eu, que estou aqui escrevendo esse texto, tive que pensar um pouco…então decide formular uma resposta para que seja de compreensão popular. Preparados para entender tudo sobre esse termo hoje?

O balizamento é uma listagem pré-definida que relaciona os atletas inscritos para cada prova da competição, que pode indicar em que momento exato cada atleta vai competir, com base nas inscrições enviadas para a organização do evento.

Então, cara atleta, aquela sala que você fica esperando para nadar e vai sendo chamado a medida que uma série de determinada prova vai sendo liberada, tem toda uma lógica por trás! Nada é feito aleatoriamente. Vamos entender um pouco mais?

No Brasil, o balizamento é uma lista ordenada de atletas por tempo de inscrição, ou mais comumente conhecido, como “tempo de balizamento”, do menor para o maior, separando os atletas por séries e raias.

Os elementos de um balizamento são:

  1. Cabeçalho: consta as informações básicas do evento
  2. Dados da prova: são os detalhes referentes à prova, como número, sexo, qual estilo, metragem e data
  3. Recordes: é uma pequena tabela contendo os recordes atuais até a data da competição
  4. Listagem: é o balizamento propriamente dito, podendo ser em forma de tabela ou uma lista corrida, mas deve conter no mínimo o nome do atleta, ano de nascimento, clube/equipe/país e o tempo de balizamento (“seeding time” ou “seed”)
  5. Rodapé: geralmente reservado para patrocinadores

Quanto se iniciar o processo de organização de uma competição, é enviado a todos os interessados, instruções de como proceder com a inscrição, incluindo aí uma data-limite para envio.

Ao término desta data-limite de inscrições, a organização então gera o “start list”, uma lista contendo apenas os nomes dos atletas e seus respectivos tempos de inscrição.

Esta lista serve então para confirmar as inscrições enviadas, tanto do lado da organização quanto de quem irá participar. Se existe algum erro ou troca ou até mesmo falta de inscrição, é neste momento que a organização recebe as reclamações.

Quem não mandou tempo de balizamento durante a inscrição, ou não foi detectado nenhum tempo nos últimos 12 meses antes da data-limite de inscrição, é balizado com o pior tempo, ou como se diz, “sem tempo”. A este atleta sem tempo é estabelecida as piores posições do balizamento.

Após essa conferência, o balizamento é gerado. Isto é, cada atleta é direcionado para uma série e uma raia em cada prova em que ele está inscrito.

Uma competição pode conter diversas provas. Uma prova pode conter diversas séries. Mas uma série pode conter, no máximo, o número de raias disponíveis na piscina.

Então, vamos para um exemplo prático: em uma série, que poderá ter até “x” raias, as “melhores” raias são as centrais. Portanto, reserva-se as raias centrais para os atletas que têm melhor tempo de classificação/balizamento.

A partir daí, do centro para as laterais, atribui-se a raia para os atletas, partindo do centro e alternando-se entre esquerda e direita.

Antigamente, o balizamento era organizado manualmente. Mas hoje, com a ajuda da tecnologia, programas de computadores já conseguem facilitar esse trabalho para os organizadores do evento.

E agora, você já consegue explicar para uma pessoa que nunca competiu o que é um balizamento de competição? Eu já! Espero que você também. 😉