Seu técnico de natação está lá quando você atinge seu melhor e também naqueles momentos mais difíceis. Desde sua primeira desclassificação, até quando você completa seus primeiros 400 medley e consegue aquela tão sonhada medalha.

Ele está junto com você em todos os momentos, observando tudo. Por isso, apresentamos 7 coisas que seu treinador gostaria de te lembrar.

1. Às vezes, um treino ruim é só um treino ruim

Uma vez ou outra que você treine mal não vai significar que tudo está perdido. Ficar se cobrando por um treino ruim — que aconteceu quando tudo parecia bem — não vai ser muito produtivo. Enxergue os erros e tente corrigi-los, mas não deixe que esse treino prejudique os próximos ou sua atitude de buscar a melhora.

2. Sempre vai ter alguém mais rápido que você

O esporte é um fluxo constante de nadadores melhorando e piorando. Aprecie os momentos em que você está no topo. E saiba que também sempre vai ter alguém mais devagar que você.

3. O dia a dia conta mais do que o que você faz na competição

Algumas das melhores partes da natação são o desenvolvimento da força mental, o aprendizado da consistência e como treinar para um objetivo — e atingi-lo. Essas são coisas nas quais você vai se aprimorando nos treinamentos, não apenas nas competições.

4. Um passo de cada vez

Ter grandes objetivos é ótimo, especialmente se você tem sonhos ambiciosos para sua carreira de nadador. Mas eles não devem ser o foco principal nas suas atividades diárias na piscina. Foque no próximo passo, na próxima melhora, em pequenas meta, ao invés de se frustrar por não enxergar avanços enormes de um dia pro outro. Em vez de pensar nos 5 segundos que você quer melhorar, foque em melhorar 1 segundo primeiro. Assim, fica mais fácil atingir o objetivo final a longo prazo.

5. Tenha grandes sonhos

Você é capaz de muito mais do que você acredita. Você é mais forte do que pensa. Se você sente que poderia conseguir alguma coisa, por que não perseguir esse sonho? A pergunta não é se você pode fazer algo incrível, mas se você vai fazer algo incrível!

6. Exceções geram mais exceções

Já percebeu que, quando você começa a abrir exceções em partes do treino, vai ficando muito mais fácil ir burlando cada vez mais pequenas regras? Seja puxar a raia no costas apenas no aquecimento ou aquele miguézinho de amarrar a sunga enquanto os colegas cumprem a metragem, não faça nada disso. Estabeleça padrões e limites para que seus comportamentos no treino não se tornem viciosos, ouça seu técnico de natação!

7. Tudo bem ter algumas dificuldades

Quando temos nossos objetivos definidos, aumenta a expectativa de que tudo o que precisamos fazer neste momento é aparecer no treino e fazer tudo certinho. Sentimos como se nossas metas na piscina estivessem definidas para serem cumpridas no piloto automático, e pudéssemos nos sentar e desfrutar de um passeio sem intercorrências.

Inevitavelmente, as coisas nos abalam. Seja uma lesão, uma gripe ou simplesmente o fato de que não prevíamos quanto trabalho seria realmente necessário para subir de nível. Nesses momentos, não há problema em ficar aborrecido e frustrado com o processo, mas é mais importante lembrar de continuar lutando sempre.

Agora que você já sabe o que seu técnico de natação gostaria que você soubesse, é sua vez! O que você gostaria de dizer a ele?

Texto traduzido e adaptado do site SwimSwam.