Você sabe respirar enquanto nada? A natação é um dos esportes aeróbicos que mais exigem fisicamente por um simples motivo: a respiração. É comum para nadadores iniciantes sentirem a sensação de como se estivessem sufocando, ofegando, engolindo água ao invés de respirar bem e se sentir relaxado e com fluidez.

A técnica de respiração para nadadores iniciantes costuma ser 90% do desafio para quem se arrisca no esporte. Como a natação exige um esforço coordenado do corpo, a respiração incorreta pode resultar em uma técnica inadequada de nado e acomete uma má posição corporal na água. Mas não se preocupe com tudo isso! No texto de hoje a gente dá algumas dicas para você aprender a respirar corretamente na natação.

#1 – Respiração rítmica

O equívoco mais comum entre nadadores que ainda estão aprendendo a nadar é respirar enquanto a cabeça ainda estiver na água e, em seguida, tentam expirar e inspirar muito rapidamente quando tiram a cabeça para respirar.

A primeira coisa para resolver esse problema é lembrar de expirar enquanto o rosto está na água e acertar o ritmo exato da respiração.  

#2 – Mantenha o rosto na água

Manter o rosto na água é muito importante para uma boa posição do corpo na água. Nadar com a cabeça para fora para facilitar a respiração, muito comum entre nadadores iniciantes, faz com que os quadris e as pernas invariavelmente caiam.

Para respirar, à medida que o seu corpo avança na piscina, no nado crawl, você deve girar a cabeça a 90º para a lateral. Seu rosto não deve ultrapassar da linha que divide o óculo de natação para respirar.  

Cada vez que sua cabeça voltar à água, expire completamente. Enquanto sua cabeça gira para respirar, deve haver uma inspiração completa e suave. Dica de ouro: Quanto menor a respiração, mais rápido você se colocará em privação de oxigênio

#3 – Lembre-se da expiração e não da inspiração

A respiração na natação funciona da seguinte maneira: inspirar pela boca e expirar pelo nariz e pela boca. A grande maioria dos nadadores que estão aprendendo a técnica tem problemas com a expiração debaixo d’água.

Um bom exercício para aprender essa técnica é assoprar bolhas na piscina. De pé em uma extremidade da piscina, coloque o rosto na água, conte até 5 e gire a cabeça para o lado direito ou esquerdo, conforme a sua preferência pessoal. Faça isso cerca de 5-6 vezes.

Lembre-se de inspirar pela boca e expirar pelo nariz e pela boca. Enquanto você está de pé com a cabeça na água, pratique e concentre-se no controle que tem, com uma respiração relaxada e completa em seu sistema.

Como funciona a respiração em cada nado?

Nado crawl

Ao nadar o crawl, um erro comum é virar a cabeça muito cedo ou muito tarde, o que acaba causando o desalinhamento da posição do corpo. Comece a virar a cabeça no final da fase de puxada. 

À medida que os braços se recuperam sobre a água, respire rapidamente e retorne a cabeça à posição inicial.

Certifique-se de virar a cabeça para o lado e não levantar toda a cabeça da água. 

No estilo crawl, existem dois tipos de padrões respiratórios: respiração unilateral e bilateral.

Na respiração unilateral, você sempre vai respirar para o mesmo lado. Já na bilateral você vai respirar para o lado direito, seguido de um ciclo de braçadas bloqueado e depois respirar para o lado esquerdo.

Nado peito

No nado peito, prepare-se para respirar quando os dois braços estiverem puxando em direção ao corpo. 

Seus peitorais e músculos das costas devem ajudar o movimento do braço para ajudar a cabeça a sair da água. 

Nado borboleta

No nado borboleta, seus braços devem puxar para baixo com força para impulsionar seu corpo para a frente acima da água para respirar.

É essencial começar a sair da água no final da fase de tração. Sua boca deve estar livre da superfície da água para respirar rapidamente antes de retornar a cabeça à posição inicial à medida que seus braços se recuperam.

Gostou das dicas para melhorar a respiração na natação? Acompanhe blog de natação do Raia Oito para mais conteúdos como esse e siga a gente no Instagram.

Clique nos links abaixo para saber mais sobre o assunto: